A quem é indicado o curso trabalho em altura NR 35

Trabalhadores que realizam suas atividades nas áreas elevadas necessitam realizar um curso que lhes explique sobre os perigos que este tipo de atividade oferece e que medidas devem ser tomadas para evitar acidentes.

Como funciona

Estudante cria o pedido

Estudante cria o pedido

Escritores dão ofertas

Escritores dão ofertas

Estudiante contrara o escritor

Estudiante contrara o escritor

ESCRITOR COMEÇA A TRABALHAR

ESCRITOR COMEÇA A TRABALHAR

Calculadora de Preço
Nós temos os melhores preços, veja por si mesmo!
Data de entrega
Especifique quando você gostaria de receber o trabalho do seu escritor. Certifique-se de deixar mais alguns dias se precisar do papel revisado. Você terá mais 20 dias de garantia para solicitar quaisquer revisões, gratuitamente.
Páginas
Palavras
+
Nosso Preço
Nosso preço é calculado com base em dados estatísticos retirados das ofertas do escritores da Studybay
Preço dos concorrentes
Nós coletamos e analisamos dados da média de preços oferecidos pelos websites concorrentes
R$ 0 MELHORES PREÇOS
R$ 0

O curso trabalho em altura NR 35 procura justamente auxiliar a interpretação das NR referentes ao trabalho em altura, esclarecendo seus conceitos e os aspectos de seus enunciados. Busca, ainda, melhorar a percepção e o entendimento, da gestão e das melhores e atualizadas técnicas de segurança nos trabalhos em altura, visando garantir a manutenção de ambientes de trabalho seguros e saudáveis.

No Brasil, as Normas Regulamentadoras, também conhecidas como NRs, regulamentam e fornecem orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e saúde do trabalhador. Essas normas estão minuciosamente descritas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). São obrigatórias para todas as empresas brasileiras regidas pela CLT e com revisão periodica.

A Norma Regulamentadora 35, ou apenas NR 35, tem por objetivo estabelecer as medidas de proteção para o trabalho em altura, garantindo desta forma a segurança e a saúde de todo o trabalhador envolvido com esta atividade. A NR 35 estipula alguns parâmetros quando o trabalho tem a ver com a altura. Vale ressaltar que a partir de 2 metros, contados do nível inferior, o risco de quedas já passa ser considerado, pois elas se enquadram no lista de principais acidentes, que podem gerar lesões graves e até levar o trabalhador a óbito.

Quedas por falta de segurança no trabalho em altura são a maioria das causas de morte de trabalhadores da construção civil. A NR 35 visa a diminuir o número de acidentes desse tipo.

Assim, entre as medidas previstas na norma regulamentadora citada acima, estão as seguintes:

  • Criar um procedimento operacional para atividades de rotina de trabalho em altura, que terá que ser documentado, conhecido, entendido e divulgado pelo pessoal envolvido;
  • Proporcionar a realização de prévia avaliação das condições do local de trabalho, incluindo as condições meteorológicas para implementar e planejar as ações e medidas de segurança aplicáveis;
  • Capacitar os trabalhadores por meio de treinamento realizado periodicamente;
  • Efetivar exames médicos, levando em conta também os fatores físicos e psíquico;
  • Interromper imediatamente o trabalho caso ofereça condição de risco não prevista;
  • Conceder equipe para respostas em caso de emergências com o uso dos recursos exigidos;
  • Entre outros.

Não é apenas o empregador que tem a responsabilidade de evitar acidentes com quedas de altura. Segundo a NR 35, o empregado também precisa ficar atento e cumprir alguns requisitos para colaborar com o empregador na implementação das disposições contidas na NR 35.

De acordo com a NR 35, o empregador é responsável por oferecer capacitação e treinamento para seus funcionários. O treinamento é uma ferramenta útil que atua na área do conhecimento evidenciando todos os perigos e mostrando medidas preventivas necessárias para eliminar os acidentes. O programa deve ser teórico e prático com a duração de dezesseis horas e deve ser realizado dentro do expediente.

A NR 35 exige que o empregador ofereça aos seus trabalhadores:

  • Treinamento e capacitação;
  • Equipamentos de proteção individual (EPIs), acessórios e sistemas de ancoragem;
  • Equipe de emergência;
  • Desenvolvimento de planejamento para organização e execução das atividades;
  • Garantia que todo trabalho em altura seja realizado sob supervisão, cuja forma será definida pela análise de riscos de acordo com as peculiaridades próprias da atividade.

O curso trabalho em altura NR 35 é válido por dois anos, sendo um curso necessário para o profissional que irá desempenhar o trabalho em altura. Depois deste prazo será necessário fazer novamente um curso de reciclagem desta vez de apenas 8 horas. O curso é um treinamento que explica de maneira simplificada os riscos e medidas preventivas com exemplos práticos.

Como vimos anteriormente, a NR 35 é o fundamento para a garantia de segurança em uma construção civil, combatendo uma das principais causas de morte na construção civil, a queda de altura.

O cumprimento das exigências não apenas da NR 35 como de todas as Normas, exige planejamento prévio. Somente assim é possível identificar riscos e desenvolver soluções adequadas para cada caso. Assim, vale ressaltar a importância da análise de risco, que pode intervir nas situações inseguras regularizando o processo e tornando os trabalhos mais seguros.

De acordo com a NR 35, o empregador é responsável por oferecer capacitação e treinamento para seus funcionários realizarem o trabalho em altura. O programa deve ser teórico e prático.

O uso dos EPIs seja para proteção individual ou coletiva, a utilização de equipamentos é uma exigência da legislação para atividade em altura. A falta ou o uso inadequado dos mesmos representam grave risco à saúde do trabalhador. Vale ressaltar que os equipamentos devem estar certificados e precisam estar em bom estado.

O não cumprimento das exigências previstas nas Normas Regulamentadoras pode levar a consequências legais muito graves para as empresas da construção civil como as multas e punições severas e podem comprometer a atividade das empresas. Por isso é muito importante que as empresas e os trabalhadores estarem sempre atentos atentos no que se refere à Normas Regulamentadoras atualmente vigentes para a construção civil brasileira.

O curso é disponivel em turmas presenciais ou na versão online. Aqui estão alguns exemplos:

  • O Senai e o Senac oferecem este curso na modalidade presencial, em quase todos os estados;
  • O Instituto da Construção oferece o curso em todo o Brasil;
  • Escola Técnica Congonhas e Rescue Cursos – Segurança do Trabalho oferecem o curso em São Paulo;
  • Grupo Darcy Pacheco em Porto Alegre –RS;
  • D-Edge Soluções em Altura e INBEP - Cursos Online em Segurança do Trabalho em Florianópolis –SC;
  • CONECT - Produtos e Serviçoes para a Segurança do Trabalho em Rio de Janeiro.
  • O INBRAEP- Instituto Brasileleiro de Educação Profissionalizante e Prime Cursos são exemplos de instituições que oferecem o curso online.

Instituto Brasileiro do Ensino Profissionalizante (INBRAEP) oferece o curso que é dividido seguindo a linha de padrões hierárquicos – supervisor e trabalhador.

O curso de supervisor é destinado aos profissionais que possuem como sua principal função supervisionar a execução dos trabalhos, orientar os trabalhadores quanto ao uso de equipamentos, entre outros.

Para se matricular é necessário que o interessado tenha escolaridade mínima, 18 anos completos, esteja apto para trabalho em altura e tenha o respectivo Atestado de Saúde Ocupacional - ASO.

Para a matrícula a documentação necessária é: Carteira de identidade, CPF, certidão de nascimento, foto, comprovante de escolaridade e residência e comprovação de experiência profissional (carteira de trabalho ou declaração), caso seja necessário, além de outros documentos que podem ser exigidos, segundo critérios específicos dos cursos.

A atividade em altura exige 3 fatores básicos ao profissional como condicionamento físico e psicológico e conhecimento técnico. O fato é que quanto maior a altura, consequentemente maior será o risco de acidentes. Neste cenário, as principais causas de incidentes por quedas são:

  • Falta de planejamento: O princípio básico da atividade consiste na análise prévia do local de trabalho, bem como as atividades que ali serão exercidas. Quando não observados estes pontos, coloca-se em iminente risco à segurança do profissional e de toda estrutura.
  • Falta de treinamento adequado: Ainda hoje no país existem trabalhadores que exercem ilegalmente a profissão, sem a capacitação obrigatória exigida pela NR 35.
  • Falta ou uso inadequado de equipamentos de segurança. A utilização de equipamentos é uma exigência da legislação para atividade em altura.
  • Excesso de trabalho: A carga excessiva de trabalho ainda é uma realidade no país. A atividade em altura exige grande condicionamento físico por parte do trabalhador. Para estar apto a exercer suas atividades, o mesmo necessita que o tempo de descanso seja respeitado.
  • Excesso de confiança: Da mesma forma que o medo pode ser um limitador para atividade, o excesso de confiança pode levar perigo ao próprio profissional e aos colegas de trabalho. O relaxamento natural após uma falsa sensação de controle na atividade pode fazer com que ocorram acidentes.

Agora, quem concluir o curso estará apto a realizar toda e qualquer atividade de trabalho em altura a partir das premissas de segurança preestabelecidas nesta norma.

O que é a Studybay.com.br

  • Mais de 15 anos de experiência na assistência de redação acadêmica
  • 100% de escrita original
  • Avaliação de cliente de 97%
  • 24/7 FREE customer support via phone and email
  • Política flexível de descontos
  • Serviços VIP disponíveis
  • Todos os temas disponíveis

Atividade do site de hoje

Preparando pedidos
Preparando pedidos
772
Pedidos concluídos
Pedidos concluídos
396
Escritores ativos
Escritores ativos
76512
Revisores
Revisores
79
Programas de desconto disponíveis para clientes
Programas de desconto disponíveis para clientes
6
Avaliações de Clientes
Avaliações de Clientes
57
Operators online
Operators online
11

What we can offer

Recursos GRÁTIS em todas as ordens

grátis

Desconto total: $65

  • Resumo$5
  • Correções*$30
  • Página de título$5
  • Bibliografia$15
  • Formatação$10

Formato

Todos os formatos são disponíveis

Nossos descontos

Preço especial $5 /página

Está sem tempo para fazer seu trabalho? Fique tranquilo, o fazemos para você. Temos especialistas tanto para trabalhos escolares quanto para dissertações de mestrado/doutorado

Consiga ajuda com qualquer tipo de trabalho